25/08/2021 às 08h42min - Atualizada em 25/08/2021 às 08h42min

Violência contra a mulher é debatida na EE Professor Alício Araújo

Palestra intitulada “Agosto Lilás: vamos dialogar? Precisamos falar sobre isso!”, teve como convidada a professora Drª. Marisa de Fátima Lomba de Farias, diretora da Faculdade de Ciências Humanas da UFGD.

Adersino Valensoela Gomes Junior
Por conta do período, a palestra foi gravada e será desenvolvida pelos professores da área de humanas nas demais turmas.
Campo Grande (MS) - A Escola Estadual Professor Alício Araújo, que oferta ensino em tempo integral, através do Programa “Escola da Autoria”, localizada no município de Dourados, com intuito de fomentar campanha “Agosto Lilás”, realizou no dia 18 de agosto, uma palestra intitulada “Agosto Lilás: vamos dialogar? Precisamos falar sobre isso!”, tendo como convidada a professora Drª. Marisa de Fátima Lomba de Farias, diretora da Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Federal da Grande Dourados/UFGD.

A palestra teve a presença da professora pelo aplicativo Meet e foi transmitida ao vivo aos estudantes que estavam no pátio da escola, mantendo a distância exigida pelo protocolo de biossegurança proposto pela SED. Por conta desse período pandêmico, a palestra foi gravada e será desenvolvida pelos professores da área de humanas nas demais turmas.

 

Agosto Lilás

Desde 2016 o estado de Mato Grosso do Sul realiza a campanha “Agosto Lilás” implementada para comemorar os 10 anos da Lei Maria da Penha, por meio da Lei Estadual nº 4.969/2016, com objetivo de realizar o enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher, sensibilizando e promovendo diálogos com os estudantes, professoras (es), funcionárias administrativas e estudantes do ensino médio e fundamental.

“A violência pode vir por meio de vários formatos, através de um tapa, empurrões, frases de desmerecimento, humilhações ou limitação do direito de ir e vir.  As formas de agressão são complexas, perversas e não ocorrem isoladas umas das outras ocasionando graves consequências para a mulher. Qualquer uma delas constitui ato de violação dos direitos humanos e deve ser denunciada”, apontou Marisa Lomba em sua conversa com os estudantes.

Os gestores Marcos Falco e Adriano Cosma elogiaram a ação organizada pela coordenadora da área de Humanas, Ana Paula da Silva que teve apoio da Coordenadoria Regional da Educação CRE5. A Escola Estadual Professor Alício Araújo oferta uma formação pautada no protagonismo e autoria, com educação integral com uma proposta de autoria e preparação para a vida profissional, por meio dos cursos Assistente de Manutenção de Computadores e Infraestrutura de Redes para o 1°Ano, Desenvolvedor de Páginas Web para o 2° Ano e Desenvolvedor de Sistemas Computacionais para 3º Ano. Pode nos visitar à Rua José Luiz da Silva nº 3020 – Terra Roxa II – Dourados – MS, telefone: 67 3425-6157 .

Publicado por: Adersino Valensoela Gomes Junior
 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://professortaon.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp