29/11/2021 às 17h51min - Atualizada em 30/11/2021 às 09h11min

A importância do estágio na construção da carreira

Fabiana Kadota Pereira (*)

SALA DA NOTÍCIA Fabiana Kadota Pereira
Ao se ingressar na universidade, muitos são os desafios e descobertas. Um novo ambiente, que leva o aluno ao aprendizado de inúmeros conteúdos, teorias e atividades práticas. Entretanto, a aproximação com o mercado de trabalho na sua área de formação fará uma grande diferença na sua vida profissional.

O campo de atuação passa por transformações constantes, com novas possibilidades de mercado. Caminha na busca de profissionais com formação multidisciplinar, capazes de “navegar” por diferentes mares. Conhecer o improvável, se permitir a errar, recomeçar e aprender.

Sendo assim, o estágio, mesmo que de forma precoce, ou seja, com pouco conhecimento técnico, poderá auxiliar o estudante a relacionar a teoria à prática.
Pimenta e Lima considera que [...] “a finalidade do estágio é propiciar ao aluno uma aproximação à realidade na qual atuará” [...]. O estágio é um passo fundamental para a construção da carreira. Quando o aluno ingressa no mercado de trabalho na sua área de formação, poderá identificar quais atividades são mais atrativas, qual o público do seu interesse, qual a relação trabalho e salário, quem são seus concorrentes. Essas informações são de extrema importância para auxiliar o acadêmico no momento de optar por uma pós-graduação e/ou oferta de trabalho.

Permita-se a conhecer novos nichos de mercado, mesmo que o seu objetivo de atuação esteja bem definido quando escolheu o curso. Não descarte outras possibilidades de atuação. Fique atento, porque os serviços, produtos e a tecnologia vêm se adaptando ao novo estilo de vida das pessoas. E com essas mudanças, o que era óbvio e definitivo pode “não ser mais”.  As demandas mudam, o cliente não é mais o mesmo. E para acompanhar essas mudanças, o estágio se faz fundamental, já que poderá promover novas descobertas e criar oportunidades.

Mas quando não é possível fazer um estágio na área de formação durante a graduação? Nesses casos, o melhor a fazer é buscar realizar atividades de extensão, como trabalho voluntário em ongs, prefeituras, empresas, associações de bairro, igrejas e outros. O importante é aplicar na prática o que se aprende na teoria, ampliar a sua rede de contatos, participar de projetos socais nos fins de semana e/ou nas férias. Todas as oportunidades devem ser aproveitadas. A carreira profissional deve ser construída pela desconstrução do que é o ideal. O ideal não existe, mas sim o que é real. Encarar a realidade pode provocar uma mudança de 360º na sua expectativa de trabalho ao concluir a sua graduação.

Deixe sua zona de conforto e descubra novas possibilidades, valorize todas as disciplinas do seu curso. Você não sabe qual porta se abrirá primeiro. Lembre-se que o bom profissional é aquele que não tem medo do desconhecido. Arrisque, seja curioso, busque pelo inusitado, faça estágio, mesmo sem remuneração e valorize cada aprendizado. O processo da colheita acontece depois do plantio. As oportunidades nascem das sementes que espalhamos no processo de ensino-aprendizagem. Descubra o que você tem de melhor. Isso fará toda diferença.

*Fabiana Kadota Pereira é especialista em Recreação e Lazer e professora da Área de Linguagens Cultural e Corporal nos cursos de Licenciatura e Bacharelado em Educação Física do Centro Universitário Internacional Uninter.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://professortaon.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp