17/11/2021 às 10h09min - Atualizada em 18/11/2021 às 10h03min

Educação digital e ferramentas tecnológicas aproximam professores de alunos e tornam a sala de aula mais interativa

Raphael Coelho, CEO e fundador da TutorMundi

SALA DA NOTÍCIA Redação

Nos dias atuais é quase impossível negar que a tecnologia faz parte da rotina de crianças, adolescentes e jovens. Inclusive, essa relação com o digital ultrapassou barreiras e atingiu ambientes tradicionais como o escolar, impactando diretamente os vínculos entre aluno e professor. Se por um lado, os docentes que resistem às mudanças tecnológicas ficam desatualizados e presos a métodos antigos, por outro o professor que alia tecnologia à dinâmica dos alunos, consegue se beneficiar de funcionalidades e facilidades, que tornam a jornada de aprendizagem mais dinâmica e atraente para os discentes.

Com o auxílio da tecnologia, o professor tem acesso mais rápido aos conteúdos e consegue desenvolver aulas e atividades mais dinâmicas e interativas, além de estar mais conectado ao aluno e suas necessidades, estabelecendo uma comunicação e acompanhamento pedagógico mais contínuo e interativo.

Dessa forma, o docente consegue ser mais objetivo em suas aulas e potencializa capacidades acadêmicas e intelectuais em toda a turma. A transformação digital promove mudanças significativas relacionadas ao comportamento, engajamento e performance de cada estudante, que se transforma em protagonista e pensador capaz de encontrar a solução de problemas. 

Além de aproximar a rotina escolar a um ambiente que é bastante familiarizado com o do estudante, soluções tecnológicas são capazes de aproximar o professor dos alunos, para que possam compartilhar dos mesmos hábitos e realidade. De recursos digitais, como tablets e lousas inteligentes, a aplicativos e plataformas de tutoria online e em tempo real, a digitalização da sala de aula tem como objetivo central promover educação de mais qualidade e personalizada, que contribua para o desenvolvimento educacional do aluno.

Porém, é importante ressaltar que mesmo com avanços significativos nos últimos anos, impulsionados pela pandemia, a Transformação Digital na educação brasileira caminha a passos lentos e levará um tempo para impactar todos os estudantes do país. Desde investimentos em estrutura e capacitação de professores a introdução dessas ferramentas em sala de aula, o Brasil ainda tem muito que aprender com as nações de primeiro mundo, como Estados Unidos, Inglaterra e alguns países europeus, para introduzir tecnologia que ajude o professor em sala de aula e desenvolva o aluno.

Há muitas novidades em tecnologia para educação que deverão surgir em um curto espaço de tempo, e assim, ditar como será o futuro da sala de aula - seja no Brasil ou no mundo - e entendemos que, apesar de estar em um ritmo mais lento, a digitalização da sala de aula vai acontecer no País e, ao longo do tempo, conseguiremos quebrar as barreiras e ampliar o acesso ao ensino de qualidade para todos.

Além de transformar o mercado, a era digital vai direcionar o futuro da educação pós-pandemia e irá facilitar a jornada profissional de professores. Sem dúvida, esse processo será fundamental para permitir progressos significativos no desenvolvimento de cada aluno.

*Raphael Coelho é CEO e fundador do TutorMundi, plataforma de aprendizagem para escolas que conecta alunos do ensino fundamental II e ensino médio a estudantes universitários em tempo integral. Atuou por nove anos como professor de matemática e física.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://professortaon.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp