10/11/2021 às 09h57min - Atualizada em 10/11/2021 às 16h00min

AMX Corretora de Seguros divulga aumento das despesas assistenciais em saúde

IESS divulga dados da Saúde Suplementar

SALA DA NOTÍCIA Karem Soares
Divulgação
         Quando falamos sobre as despesas médicas, recentemente o Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) avançou de R$ 117,2 bilhões para R$ 164,8 bilhões, entre 2015 e 2020. Os gastos ocorreram devido ao crescimento no volume de terapias (quimioterapia, hemodiálise, radioterapia, etc) e nos atendimentos ambulatoriais, com um aumento de 112,4% e 78,6%, respectivamente. No âmbito econômico e social, houve esse acréscimo, devido às medidas aplicadas em relação ao isolamento, para evitar o avanço da Covid-19.

            O CEO da AMX, Aimoré Maia, explica que essas informações precisam ser compartilhadas não só para os seus colaboradores e parceiros de negócios, mas para toda sociedade como um todo. “Costumo dizer ao time da AMX e aos clientes que possuo contato direto, que é preciso ter conhecimento sobre os dados a respeito da Saúde Suplementar. Fomentamos a relevância de ter essa troca com o time da corretora, com os clientes e a sociedade. Com a pandemia, percebemos mudanças imediatas em diversos setores. E na Saúde, não foi diferente”, explicou.

            O levantamento realizado pelo IESS aponta também que no intervalo realizado, houve avanço nas despesas com internações (54,6%), demais custos médico-hospitalares (44,1%), e exames complementares (43%). Dentro desse recorte, as principais variações na saúde suplementar no período foi o aumento de 57,8% nas despesas com exame de hemoglobina glicada; e, avanço de 84,6% nos custos com vasectomias.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://professortaon.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp